7 lições sobre Felicidade que aprendi no Butão

Lígia Costa*

Retornei recentemente de mais uma experiência em busca da compreensão sobre o que é felicidade – como garantir que pessoas sejam felizes? Quais as iniciativas que devem ser praticadas para ajudar pessoas, empresas, governos a cuidarem da felicidade coletiva?

Em viagem para o Butão, um pequeno país localizado no sul da Ásia, na cordilheira dos Himalaias que faz divisa com a China e com a Índia encontrei algumas respostas que já são conhecidas, porém não praticadas.

Nem todas as pessoas sabem, mas, existe no Butão o GNH (Gross National Happiness Centre) que junto com instituto de pesquisa local, é responsável por conscientizar e trazer valores de Igualdade, Humanidade e Cuidado no desenvolvimento do país. Apesar de sua beleza natural indescritível, o pequeno país tornou-se conhecido globalmente em 1970, após o quarto Rei, Jigme Singye Wangchuck ter declarado que a Felicidade Interna Bruta seria mais importante que o Produto Interno Bruto e que o Estado seria responsável para desenhar políticas governamentais com foco na felicidade e não apenas na economia.

Nem tudo são flores. Existem dificuldades, questionamentos, dúvidas, mas o que chama atenção é que existe uma estrutura, um pensamento holístico e um objetivo claro para preservar a cultura, manter uma boa governança no país, desenvolvimento sustentável, além da preservação da moral e qualidade de vida das pessoas. Existe a visão a longo prazo e ao mesmo tempo, existem práticas e implementações diárias!

Diante da experiência indico algumas lições sobre felicidade que podem ser implementadas a partir de agora e certamente vão ajudar você a ser mais feliz todos os dias:

1- Esteja consciente (be aware)

A partir do momento que você estiver ciente e consciente de todas as suas atitudes, dos seus pensamentos, do seu corpo, das emoções e sentimentos, você passa a ser observador da sua própria história e com isso, você será mais atento a suas escolhas.

2- Pratique Meditação (mindfulness)

Equilíbrio e mente vazia nos ajuda a encontrar respostas que nunca imaginávamos que existiam.

A meditação, estar consigo mesmo não é algo difícil quando se pratica.

3- Integre-se com a Natureza

Busque momentos de conexão e de proximidade com a natureza. Seja através de caminhadas, passeios, ouvir o silêncio, observar pássaros, integre-se e viva perto da natureza.

4- Disciplina (self discipline)

Tudo pode ser, existir, acontecer, mas depende totalmente da sua dedicação e disciplina para a conquista.

5- Não é possível cortar caminho (no short curts)

Precisamos estar atentos a sinais e estar dispostos a trabalhar e buscar nossa jornada pelo caminho correto. Quando desviamos o caminho, tudo pode dar errado.

6- Presença

Hoje é o grande dia! O passado já foi, o futuro é incerto, portanto esteja presente no momento. Viva o agora.

7- Foco

Concentre-se, desenhe seu caminho, tenha foco e persistência para alcançá-lo. Tenha visão clara das suas metas.

Para muitas pessoas as atitudes listadas acima podem parecer simples, porém impraticáveis se o dia tem 24 horas e 80% do tempo passamos o mesmo correndo atrás de pagar contas? Concordo que é um desafio, mas talvez seja a hora de olhar que nossa vida é o nosso trabalho em tempo integral. Talvez seja o momento de aproveitar a crise, o medo, as angústias e respirar de forma correta para você continuar sobrevivendo com esperança.

*Ligia Costa é empresária, especialista em marketing digital, coach de alta performance e idealizadora da consultoria Thank God it’s Today. Visite http://tgitoday.com.br/


Vídeo recomendado:

Administração do Tempo

Julio Amorim dá 4 dicas preciosas que irão te ajudar no gerenciamento de atividades e tornar seu vida profissionais mais produtiva.