Pages Navigation Menu

 

Brigas no Ambiente de Trabalho


Os departamentos de Recursos Humanos sabem que, na maioria das vezes, contrata-se por qualificação profissional e demite-se por problemas de relacionamento. É importante, então, que as pessoas saibam comportar-se no ambiente de trabalho para não correr o risco de perder o emprego.

No entanto, às vezes acontecem discussões entre colaboradores que ocasionam uma briga que, dependendo da maturidade de cada um, pode perpetuar-se e afetar o desempenho do profissional e, consequentemente, seus resultados.

O especialista em recolocação profissional e presidente da Curriculum.com.br, Marcelo Abrileri, alerta que "o empregado deve sempre ficar atento se não está desrespeitando seus colegas e agindo de maneira mal-vista pelos outros. Mesmo se for muito competente e fizer a diferença, caso o comportamento não esteja alinhado com os valores da empresa e os resultados, ele pode ser demitido."

Diante desse cenário comum nas companhias, Marcelo destacou algumas dicas para lidar com esses tipos de briga, ser bem-visto e não correr o risco de ser mandado embora:

1) Etiqueta é educação e educação é respeito ao próximo: Portanto, tenha etiqueta e respeite todos os seus colegas de trabalho, sejam eles seus superiores, seus pares ou seus subordinados. Respeito é bom e conserva o emprego.

2) Seja paciente: Caso faltem com o respeito em relação a você, procure não revidar na mesma moeda. Ao contrário, seja paciente e demonstre respeito mesmo para com quem não tem costume de respeitar o próximo.

3) Seja prudente e aja com inteligência: Principalmente se sentir que estão tramando contra você ou agindo às suas costas. Infelizmente é normal situações destas acontecerem no ambiente corporativo. Cuidado! Muitas vezes, tudo o que você não pode fazer nestas horas é perder a paciência ou o controle. Respire fundo e aja com cautela e sabedoria.

4) Em particular, procure seu desafeto: Em casos em que você e outra pessoa do seu ambiente de trabalho não estão se dando bem, procure-a e, em particular, exponha o problema que os aflige. Mesmo que esteja com ele entalado na garganta, busque uma linha de harmonia e entendimento. Acredite, muito melhor ter o seu desafeto alinhado com você do que não tê-lo.

5) Direcionar a raiva a alguém é desperdício de energia: O controle emocional é muito importante para evitar brigas. Caso esta aconteça, é pior descontar a raiva nas pessoas, pois a falta de equilíbrio ocasiona a dificuldade de lidar com a pressão por resultados e com diferentes opiniões.

6) Perdoar: Desculpar alguém é o melhor caminho para um relacionamento saudável com os colegas de trabalho. É uma forma de exercer o auto-respeito e prospectar uma consideração futura por parte daqueles que provocaram mágoas ou decepções.

7) Maturidade: Deixar de lado questões pessoais sempre é difícil, mesmo no ambiente profissional. No entanto, é necessário tentar ao máximo não misturar as coisas. Se a discussão foi gerada por motivos fora do trabalho, deve haver maturidade para saber que o problema não vai ser resolvido dentro da empresa.

8) Avaliar o próprio comportamento: Situações conflitantes são boas a uma auto-reflexão para rever alguns valores e avaliar as próprias atitudes que podem ser mudadas. Esse exercício leva à humildade e ao perdão.

9) Expor os sentimentos com bom-senso: O controle emocional e o autoconhecimento fazem com que a pessoa deixe claro seu ponto-de-vista sem machucar ou ser insensível com a parte envolvida. Essa maneira facilita o caminho para a reconciliação.

10) Em último caso, fale com seu superior: Caso já tenha tentado se entender com seu desafeto de diversas maneiras, mas nenhuma delas deu resultado, talvez seja bom expor isso a seu superior, não com o intuito de fofocar sobre ele, mas para proteger sua imagem. Se pensa em fazer isso, é prudente informar antes ao seu desafeto que você irá falar com seu superior.