O que eu tenho a ver com o Natal?

Nelson Fukuyama*

Hoje a gente deveria fazer uma reflexão: o que eu tenho a ver com o Natal? Será que as comemorações, votos, desejos, dessa época do ano, refletem o verdadeiro espírito do Natal?

Nesses dias de festas de final de ano é comum as pessoas se desejarem “felicidades, paz, saúde, muito dinheiro no bolso” e celebrarem com muita comida e bebida. Presentes são trocados em festas de empresas e famílias, inimigos secretos se tornam amigos declarados, por algumas horas, ofensas são perdoadas, a tranquilidade e a paz parecem reinar, por algum tempo…

A verdade é que nesse período do ano os nossos corações ficam mais “moles”. A gente se comove mais facilmente por qualquer coisa. Abraços, beijos, votos, mensagens são expressões momentâneas…

É um sentimento que “quase” atinge o verdadeiro espírito cristão das comemorações natalinas.

O Natal, no seu verdadeiro sentido, é uma festa celebrada por cristãos, por aqueles que acreditam que Jesus Cristo se fez  homem para dar uma nova vida ao mundo e, principalmente, que acreditam que o propósito de sua vinda foi nascer para morrer por aqueles que todo aquele que n’Ele crer, e for batizado, seja salvo para a vida eterna.

Assim, para quem acredita, claro, Jesus Cristo é muito mais que um político, um revolucionário, um poeta, um filósofo, um psicólogo, um ser supremo do marketing. Ele veio para nos dar vida, e vida em abundância. Ele está presente sempre, em tudo, nos momentos de alegria, nos momentos de tristezas, nas batalhas do dia-a-dia.

Que esta imagem real da festa de Natal permaneça nos nossos corações, ainda que pelos poucos minutos que durem uma oração solitária, ou uma celebração religiosa, quer seja em um culto ou em uma missa. Se possível que se estendam a todos os dias da nossa vida, não só nessa época do ano, e que superem todas as imitações que pretendem substituir a imagem do Filho de Deus e todas as alegrias momentâneas dos presentes e expressões que querem nos desviar da verdadeira alegria por saber que somos acompanhados e abençoados por Aquele que sabe realmente no conduzir ao caminho da Satisfação.

É Jesus Cristo que é comemorado no Natal. Glória a Deus nas alturas e Paz na terra aos homens de boa vontade. Não somente hoje, mas também em todos os dias que se seguem. Que este espírito esteja presente em nossas vidas, permanentemente.

*Nelson Fukuyama é Editor-Chefe do portal Dicas Profissionais e também Colunista dos portais Carreira&Sucesso da Catho Online, Revista Atitude Empreendedora e Administradores para os quais escreve sobre as suas experiências como consultor e executivo de empresas nacionais e multinacionais.

 

 

 

 

 


Vídeo recomendado:

Administração do Tempo

Julio Amorim dá 4 dicas preciosas que irão te ajudar no gerenciamento de atividades e tornar seu vida profissionais mais produtiva.