O que você espera de 2016?

Nelson Fukuyama*

Agora é hora de perguntar: o que você espera de 2016?

Depois de fazer uma avaliação da sua performance em 2015 e identificar quais os erros que não devem ser cometidos novamente, é hora de visualizar, pensar e planejar os seus passos para 2016, pensando na sua carreira profissional.

Isso mesmo. A primeira coisa é visualizar o próximo ano, procurando ver o lado positivo das coisas, em especial da economia, sem se deixar levar pelas previsões tão pessimistas que estão sendo veiculadas. É certo que teremos ainda turbulências no mercado de trabalho, com demissões e retração salarial, mas, como já ouvimos muitas vezes, crise significa oportunidades. A gente não fala tanto em crise nos últimos anos e não vê tantos profissionais e empreendedores que souberam aproveitar a oportunidade e não só sobreviveram às restrições do mercado como se saíram muito bem nas suas áreas de atuação, superaram metas e até foram promovidos em seus empregos?

Se assim pensarmos, poderemos encontrar vários fatores positivos.

Um deles, aliás, uma grande notícia para quem é empregado e gosta, naturalmente, é que em 2016 teremos, cerca de 140 dias a menos de trabalho, considerando feriados nacionais, feriado municipal e finais de semana com algumas “emendadas”, férias, ou seja, 38% de trabalho a menos no ano. Claro que ao mesmo tempo em que esses dias de descanso são adorados por quem gosta de lazer, que são empregados e também os profissionais de turismo e lazer, eles não são bem vistos para quem trabalha com vendas, por exemplo e precisa de resultados.

Outro fator positivo é que você estará começando um novo período em sua vida profissional, que pode representar grandes oportunidades e desafios. E deverá contar muito para o caso de você continuar no mesmo emprego, porque se você analisar bem, as empresas deverão, teoricamente, depender mais de você e outros profissionais que não forem dispensados para atender as suas demandas em todas as áreas. Há a oportunidade de você mostrar o seu potencial e ter assim uma chance de ascensão na sua carreira e na empresa.

Para o profissional que está buscando uma colocação ou recolocação no mercado de trabalho há a grande oportunidade de vender-se melhor para as empresas. Daí é preciso conhecer e explorar os seus pontos fortes na hora de uma entrevista e contratação.

Para cada uma dessas situações você deve ter em mente que é fundamental fazer um bom planejamento, e explorar bem essa oportunidade já que nem todo mundo se preocupa em fazer isso antes de iniciar o ano.

Para você ter sobre como é importante parar para pensar e planejar o novo ano, no artigo de Christian Barbosa (que você pode ler em http://bit.ly/1O22Z0j) 67% de profissionais entrevistados em uma pesquisa recente não tinham parado ainda para pensar no que vão fazer em 2016 e 8% não tem ideia do que vão fazer em 2016. Ou seja, 75% de profissionais não têm ideia do que irão fazer em 2016. Isso quer dizer que se você parar e planejar poderá ter uma grande vantagem em relação aos demais profissionais.

Fixe suas metas, assim você terá mais chances de atingir seus objetivos é o que recomenda Tom Coelho no seu artigo “5 passos para uma meta” (que você pode ler em http://bit.ly/1qxf2NT).

Agora, fazer promessas de que vai lutar para atingir seus objetivos não é suficiente. É preciso ter atitudes. O artigo de Carlos Hilsdorf “Ano Novo, promessas ou atitudes” (que você pode ler em http://bit.ly/1UeoiAB) diz que temos que não bastam promessas, é preciso reorientar as nossas atitudes através de três pilares: primeiro, abandonar as atitudes que nos afastam da realização de nossos objetivos; segundo, manter as atitudes necessárias para alcançar os objetivos pelo tempo necessário para que possam surtir efeito e trazer resultados; e terceiro, adquirir os conhecimentos e adotar as atitudes que nos faltam para realizar nossos sonhos.

Para os mais realistas, que gostam de sonhar, mas com os pés no chão, as dificuldades de 2016 podem ser um problema. Mas, para isso cada um precisa explorar as qualidades que estão dentro de si. Vale lembrar para quem está empregado e é empreendedor: resiliência, superação, dedicação, automotivação, empatia. Já para quem está buscando uma vaga no mercado de trabalho: paciência, perseverança, uma boa rede de relacionamentos, capacidade de se vender.

Mas, um conselho: quem tem acredita em milagres, tudo pode ser superado, especialmente se essa crença estiver baseada em Deus.

O Dicas Profissionais pode te ajudar. Nós disponibilizamos diariamente artigos e dicas escritos por colunistas e palestrantes renomados, criteriosamente escolhidos, os quais poderão ser importantes para a sua ascensão.

Viva cada conquista, faça A Revolução do Pouquinho, recomendada pelo escritor e palestrante Eduardo Zugaib. Fé em Deus e pé na tábua. Vamos em frente, como diz o Coach e Escritor Sílvio Celestino.

Tenha um excelente 2016!

*Nelson Fukuyama é Editor-Chefe do portal Dicas Profissionais e também Colunista dos portais Carreira&Sucesso da Catho Online, Revista Atitude Empreendedora e Administradores para os quais escreve sobre as suas experiências como consultor e executivo de empresas nacionais e multinacionais.


Vídeo recomendado:

Administração do Tempo

Julio Amorim dá 4 dicas preciosas que irão te ajudar no gerenciamento de atividades e tornar seu vida profissionais mais produtiva.