Outubro tem que ser melhor

Nelson Fukuyama*

Outubro chegando e você pode ouvir conversas como essas em qualquer canto desse nosso País, seja em grandes centros como em minúsculos povoados e que fazem refletir:

“Puxa vida! já estamos em Outubro, o ano está voando, não é verdade?” diz alguém ao lado, como que querendo puxar conversa. “Verdade”, diz a outra pessoa, “este ano está passando muito rápido, daqui a pouco terminaremos este ano, e o que é pior é que eu nem consegui atingir as metas que eu tinha traçado para minha vida. Foi um ano difícil. E para você como foi, amiga?

“Sabe” continua ela, “estou desempregada há vários meses, pois a empresa em que eu trabalhava dispensou muita gente, por causa da crise financeira. Agora mesmo estou indo levar alguns currículos para empresas, meio desanimada, porque já cansei de fazer entrevistas e nada, pior que muitas empresas nem te dão resposta. E olha que eu já estou me oferecendo para vagas com salários mais baixos do que eu ganhava. Mesmo assim está muito difícil. Vamos ver se essa nossa economia melhora para ajudar. E você, o que você faz?”

“Bom, acho que tenho mais sorte, trabalho na área de tecnologia de informação. Não posso reclamar, porque a nossa área anda muito boa para trabalho. Mas, infelizmente, ainda não consegui realizar muitos planos que eu tinha feito desde o começo do ano. Mais por causa da empresa na qual eu trabalho, ou melhor, mais culpa do meu chefe que está enchendo todo mundo de metas comerciais que a gente não consegue atingir. E o mais pior, é que eu tenho que cobrar mais metas de meu pessoal, eu sou chefe de uma equipe de cinco pessoas. Cada apertada que eu dou a turma fica cada vez mais desanimada, dizendo que eu e meu chefe somos dois carrascos por impor metas que não dá para atingir. Já pensei até em pedir demissão, mas o problema é que eu sei que o mercado de trabalho anda complicado e eu tenho muitos compromissos financeiros…e sabe como é, minha esposa está tentando ajudar fazendo até salgadinhos em casa…”

Como eu disse antes, essas conversas mostram um pouco do que acontece nos dias de hoje, e você mesmo pode estar passando por momentos como esses que eu descrevi acima.

Mas, Outubro chegou, e deve ser olhado de forma diferente. Serão novas oportunidades que se abrem e tem de ser exploradas.

Quem está buscando uma vaga, não deve desanimar, quem sabe pode até considerar os trabalhos temporários, que podem levar a efetivação. E quem tem seu emprego, trate de, além de segurá-lo, dar tudo de si para explorar novas possibilidades.

Otimismo, sempre!

*Nelson Fukuyama é Co-Fundador, Gestor e Colunista do portal Dicas Profissionais, Diretor e Administrador da Yama Educacional e Colunista dos portais Carreira&Sucesso, da Catho e Administradores.com para os quais fala sobre comportamento no ambiente de trabalho, com base em sua trajetória profissional ascendente, de trainee de consultoria externa a diretor de empresas nacionais e multinacionais.

 

 

 

 

 


Vídeo recomendado:

Administração do Tempo

Julio Amorim dá 4 dicas preciosas que irão te ajudar no gerenciamento de atividades e tornar seu vida profissionais mais produtiva.