Newsletter subscribe

Artigos

Quem não gosta de Dinheiro?

Posted: 8 de outubro de 2018 às 7:21 am   /   by   /   comments (0)

Ricardo Ventura*

Certa vez palestrando para um grupo de recém-formados de colégio, os quais iriam escolher quais seriam suas faculdades e seus destinos de profissão, perguntei: O que mais motiva suas escolhas em relação ao seu futuro profissional? Ou seja, por que está escolhendo esta ou aquela faculdade?

Alguns responderam que era a profissão do pai ou da mãe. E conheciam um pouco da sua rotina. Outros responderam que suas escolhas foram baseadas nos negócios da família. Escolhendo este ou aquele curso ajudaria a desenvolver os negócios que acabariam herdando. E a maioria respondeu, o mercado está, ou estará aquecido para este tipo de profissional que eu me tornarei.

Percebam que todos falaram de grana ou seguir o que já lhe é peculiar… Não ouvi ninguém dizendo eu “amo” tal coisa!

Por causa disto continuei a perguntar: Vocês continuariam a fazer o que escolheram fazer ganhando 75% da média de mercado?

Em uníssono: NÃO!

– Se eu estudei mereço ganhar pelo menos a média de mercado!

Era a resposta que me faltava. Todos estavam focando a “satisfação” que suas profissões lhe dariam…

E aqui que eu discordo com uma série de especialistas (pra variar, né?). O ser humano que procura “satisfação”, não produzirá o que o mercado exige, ou ainda ele mesmo vai desistir…

– Ricardo este negócio está meio confuso?! Quer dizer então que a satisfação ainda não é suficiente para ser um bom profissional? Não!

Estes jovens estavam procurando satisfazer suas necessidades com os salários que ganhariam com seus trabalhos… Não estavam procurando seus “trabalhos”.

Grana é uma das drogas mais viciantes, alucinógenas e permissivas que existem! Com dinheiro você pode ter quase tudo!

* Uma bela casa

* Um belo carro

* Ter acesso à cultura

* Conhecer mais pessoas

* Ter mais saúde

* Se divertir mais

* Ter supérfluos

* Ajudar mais pessoas

* Ou seja, dinheiro não é tudo, mas é 100%! ( como diz a anedota )

Não sejamos hipócritas! Com dinheiro sua vida se torna mais fácil! Agora o ser humano tem um problema de fabricação. Ele precisa de “motivo” para sua vida. Antes de continuar, quero voltar a minha palestra e faço a você leitor as mesmas perguntas que eu fiz para a plateia.

Quero contratar vocês para ganhar R$ 5000,00/mês… (antes mesmo de terminar a frase alguns já levantaram a mão) para limpar esgotos entupidos, serão 8 horas diárias de segunda a sexta. Quem vem? Muitos levantaram a mão.

Pois bem, eu preciso de mais mão de obra aumento para R$ 10.000,00/mês. Nas mesmas condições! Outros tantos levantaram a mão!

Ainda não satisfeito, continuei: Preciso de mais mão de obra pago R$ 15.000,00/mês. Alguns já começaram a fazer contas de quantos meses precisariam ficar para realizar suas “satisfações”.

Mais gente levantou a mão!

Ainda não satisfeito…Pago R$ 20.000,00/mês!

Todos levantaram a mão!

O mercado está cheia de profissionais assim.

Ganhando mais do que valem para “limpar esgotos”, pois eles não têm a mínima motivação em estarem ali. Estão pelo salário e rezando para chegar sábado e as férias.

Você acha que uma pessoa que procura uma profissão que a MOTIVA, que lhe dá tesão em acordar toda manhã e fazer cada vez melhor seu trabalho…rende igual a quem procura “satisfação”?

Quem procura um MOTIVO para sua vida em seu trabalho também precisa de grana!

Mas jamais irão “limpar esgotos” por isto!

Por isto que existem pessoas que fazem a diferença e pessoas que passam por esta vida focando o novo modelo do iPhone.

*Ricardo Ventura – www.RICARDOVENTURA.com.br – Simplesmente Diferente! Este artigo foi publicado no portal Carreira&Sucesso da Catho Online do qual Ricardo Ventura é Colunista.