Desemprego: a culpa é da crise ou sua?

Scher Soares*

Para conquistar um lugar no mercado de trabalho não basta apenas possuir um bom currículo. Mais do que o formato e a organização das informações, o que realmente importa é a essência do que ele traz. Com a chegada do ano novo, dezenas de tentativas frustradas e nenhuma data marcada para entrevistas, a culpa, claro, não deve ser só pode ser da crise.

Conseguir um bom emprego não é tão difícil como se imagina. O mercado está repleto de vagas para os bons profissionais. O candidato que está à procura de um emprego deve saber que os meios tradicionais não são mais suficientes. A corrida pela vaga começa muito antes da entrevista e ganha aquele que possuir, além da qualificação, inteligência emocional. Quer saber como fazer parte desse grupo de pessoas? Veja algumas dicas para entrar em 2017 com a carteira de trabalho assinada.

• Apareça!

Distribuir dezenas de currículos pela cidade não irá fazer com que você seja chamado. Você deve aparecer e se fazer ser notado. Crie suas próprias oportunidades. Faça um perfil no LinkedIn. É lá que estão seus futuros contratantes. Mapeie e compareça a eventos relacionados ao nicho de mercado em que deseja trabalhar. Conheça pessoas, troque cartões, se apresente. Mesmo que no momento você esteja desempregado, venda uma boa imagem de si mesmo. Dessa forma você pode fazer contatos, ampliar sua rede de networking e, com certeza, chegar mais rápido onde deseja.

• Inove!

Muitos contratantes estão cansados de ouvir a mesma coisa de seus candidatos. “Eu sou perfeccionista e proativo”. Pesquise sobre os locais em que deseja trabalhar. Busque por cases. O que você faria se trabalhasse nessa empresa? Como procederia em determinadas situações? Ofereça soluções que não são esperadas. Aja por conta própria. Fuja do tradicional “fazer e enviar currículos”. Tenha liberdade para pular algumas etapas tradicionais. Que tal entrar em contato com quem deseja trabalhar e sugerir de tomarem um café? Lembre-se: o não você já tem. O máximo que pode acontecer é você não receber um retorno. Mas, com certeza, sua imagem e ousadia ficarão marcadas.

• Mexa-se!

Está insatisfeito com sua situação atual? O mercado de trabalho está muito fechado e não dá oportunidades para quem está começando? Ou, ainda, se você possui uma idade mais avançada, acha que não existe mais espaço para você? Reclamar diante das dificuldades não fará com que elas desapareçam. Faça acontecer! Mude sua postura e mude também o que te incomoda. Se você cadastrou seu currículo em um site de vagas há um ano e ainda não foi chamado, desista. Você não será mesmo. Mas, o que você pode fazer em relação a isso? Levante-se. Pense. Trace uma nova estratégia. Aja para ser percebido.

•Seja paciente.

Nem sempre você entrará no mercado como gerente de uma grande empresa. Raros os casos, o comum é que você comece por baixo, do térreo, para então, aos poucos, e conforme apresenta suas qualidades no trabalho, vá subindo, degrau por degrau. Experiências profissionais são como escadas. Você pode se posicionar cada vez mais alto. Pode ser que em um primeiro momento, seus cargos e funções não sejam bem aquilo o que deseja. Mas, acalme-se, aproveite todas as oportunidades, mesmo que pequenas, pois são elas que te darão bagagem para futuras experiências.

*Scher Soares, especialista em mudança de comportamento, é CEO do Grupo Empresarial Triunfo, que controla a agência Triunfo Sudler Brasil, única vencedora do Cannes Lions 2016 do interior de São Paulo, e, em breve, lançará um livro sobre liderança.


Vídeo recomendado:

Administração do Tempo

Julio Amorim, Diretor e Presidente do Great Group dá 4 dicas preciosas que irão te ajudar no gerenciamento de atividades e tornar seu vida profissionais mais produtiva.